Tarot: Uma Jornada de Volta para Dentro

A simbologia das cartas pode nos auxiliar em processos de autoconhecimento. Saiba como o Tarot pode ser usado como uma potente ferramenta terapêutica
7 minutos de leitura
27.07.2020

Toda simbologia pode ser um valioso portal de autoconhecimento. E, muitas vezes, podemos nos entender e nos expressar por meio de imagens que nos guiam como oráculos, como as cartas de tarot. É que as imagens presentes nas 78 cartas e 4 naipes de um tarot carregam um profundo significado. E os padrões que se formam ao longo das leituras podem nos ensinar muito sobre nós mesmos. 

“A abordagem terapêutica sugere um caminho inverso; nós investigamos o passado e as influências não aparentes que conduzem nossas escolhas atuais usando o tarot para fazer esse acesso ao inconsciente”, explica a psicanalista, astróloga e taróloga Verbenna Yin. 

As origens do Tarot

Ninguém sabe com exatidão de onde veio o Tarot. Alguns estudiosos afirmam que o instrumento surgiu no Egito antigo, em forma de jogo para divertir e manter a curiosidade das pessoas. Outros grupos apontam que ele nasceu a partir de uma variação do baralho comum na cidade de Marseille, na França – daí o nome Tarot de Marselha, a primeira coletânea de cartas. Seja como for, o Tarot é a soma de diferentes versões ao decorrer dos anos, como uma entidade ancestral que pode expandir ainda mais a nossa consciência em seu processo. 

Mas muitos olham para a ferramenta apenas como um método de ler a “sorte”. Talvez porque, pelas referências históricas, seja fácil de encontrar na parede da memória cenas de povos ciganos profetizando destinos em suas tendas. Mas, em comparação com o jogo, a prática de adivinhação só se tornou comum algum tempo depois do surgimento das cartas.

Tarot Rider Waite, carta Os Enamorados
Tarot Rider Waite, carta A Lua
Tarot Rider Waite, carta A Força

Tarot como ferramenta terapêutica

Eclipse vem do grego: esconder-se atrás do silêncio. Quando mergulhamos em uma jornada de autoconhecimento, assimilar os significados obtusos que emergem da comunicação é essencial para encontrar o que buscamos intimamente. A taróloga, astróloga e co-criadora do Nosotras Tarot, Paula Mariá Riemer, nos recorda que qualquer sistema simbólico nos dirá alguma coisa, mas o valor do Tarot vai além. “O Tarot é arte, jogo, simbolismo e cultura. Mostra possibilidades e uma gama infinita de influências que se encontram entre o que entendemos como passado, presente e futuro”, diz. 

E localizar o que se deseja em uma resposta pode nos conectar com um espaço acolhedor e intuitivo. “O Tarot é um sistema que pode ser utilizado na análise dos sonhos, na combinação de imagens enquanto desenvolvimento artístico e criativo e muitas outras coisas. Podemos sentir ao longo do processo quais sentimentos esses símbolos despertam”, completa Mariá.

Tarot Rider Waite, carta O Sol
Tarot Rider Waite, carta A Torre

Escute a sua intuição

Não existem regras no caminho do subjetivo. O que significa que não há um deck de Tarot “certo” quando o diálogo se estabelece por instinto. Novas coletâneas podem enriquecer ainda mais as leituras, explorando e propondo visões novas sobre os arcanos. “O ponto principal na escolha do seu deck é conseguir acessar o símbolo, porque toda a interpretação que se faz acontece a partir do que símbolo promove na pessoa que o lê – e ler aqui no sentido intuitivo”, explica Verbenna Yin.

Por isso, podemos gostar mais de um deck e não achar nada de especial em outro. A conexão vai muito além da estética visual quando acontece no campo da intuição. Tudo está em constante transformação. Por isso, a psicanalista sugere que os símbolos possam  acompanhar o mesmo ritmo. “Evoluções históricas provocam atualizações dos arquétipos no inconsciente coletivo, que são dinâmicos em relação ao tempo e espaço, e se o Tarot os representa, pode passar por transformações que o atualize também”.  

Tarot Rider Waite, carta A Estrela
Tarot Rider Waite, carta O Mago

Um navegar pelas nossas profundezas

Uma viagem pelo Tarot é, primeiramente, uma viagem para nossas próprias profundezas. Uma ponte efetiva para o encontro com o nosso eu mais íntimo, uma jornada para o lado de dentro. “O Tarot é uma ferramenta de muito esclarecimento num ambiente terapêutico. Com ele, podemos investigar mais a fundo questões emocionais, memórias ou traumas que foram reprimidos no inconsciente e aos poucos vamos acessando esses aspectos para que sejam trazidos à luz, trabalhados e curados de acordo com a própria metodologia do Tarot”, complementa Verbenna Yin.

Ferramentas de sabedoria são de grande necessidade no nosso tempo. Precisamos desse saber para resolver nossas questões pessoais e para encontrar respostas criativas às perguntas universais que todos temos em um momento ou outro. Evocar a simbologia de um processo intuitivo é, também, recordar os caminhos que envolvem a nossa própria natureza.

Como começar a sua jornada com o Tarot

Existem hoje diversos tipos de decks de Tarot: coletâneas com ilustrações originais,  variações inspiradas em artistas plásticos, imagens que fazem alusões culturais e uma infinidade de outros simbolismos. Cada ilustração vai sugerir um caminho diferente, mas todos podem ser acessados. Saiba por onde começar a sua jornada:

Tarot Rider Waite, carta O Mundo

1 Escolha um deck com as imagens que mais se conectam com você.

2 Busque materiais que sirvam como um guia simples de significado das cartas.

3 Tire uma carta por dia e medite sobre seu significado, o que aquela imagem te diz e como a carta se relaciona com seus sentimentos e vivências.

4 Faça um diário e anote no final de cada dia as informações e suas percepções.

5 Após um período no qual você se sinta confortável, revisite as anotações antigas e perceba se há um padrão de símbolos e mensagens por trás das cartas.

6 Ao longo do processo, você descobrirá mais sobre si mesmo e como os símbolos podem te auxiliar a se compreender em totalidade.

Leia também

Inspiração

O que o YAM tem pra te dizer hoje?

Um oráculo. A seção Inspiracão propõe um jeito lúdico de revelar conhecimentos que estão presentes no nosso conteúdo. Foram selecionados pela nossa equipe e você vai descobrir aquele que tem a ver com você.

Surpreenda-se