A Crise é uma Iniciação

Para a líder espiritual Sweet Medicine Nation, a pandemia do coronavírus pode ser uma maturação que conduzirá o planeta a um novo tempo
4 minutos de leitura
21.03.2020

Se você não conhece Sweet Medicine Nation, reserve os próximos minutos para se confortar na sabedoria dessa anciã. Mas, se já teve a sorte de ouvir o que sua voz doce ensina, aproveite a leitura para se inspirar um pouquinho mais. Sobretudo agora em que uma névoa se interpôs entre o nosso espírito e a percepção do real.

Desafiador falar do que é real quando tudo ao redor parece ficção. A mente escorrega para cantos escuros, atordoada, insegura. Não há discernimento possível quando pouco enxergamos. 

Mas, em algum lugar do planeta, lá está ela. Serena. Pronta para nos guiar. A norte-americana, guardiã dos saberes ancestrais dos povos nativos Chicksaw, Chocktaw e Lakota, é Mulher Medicina, artista, educadora, escritora e líder espiritual. Há 45 anos auxilia a humanidade a parir uma nova consciência, ancorada no elo profundo com a natureza, o espírito e o Sagrado Feminino.

Somos guardiões da Terra

As vivências e rituais de passagem orquestrados por Sweet Medicine Nation mundo afora iluminam o propósito de cada um na grande teia cósmica. Sobretudo, também relembram o compromisso do humano com a Terra. 

Se o zelo pela Mãe se perdeu em meio à ganância e à alienação, a anciã o recoloca em nossas mãos. Confia a nós a missão de cuidar da Vida neste planeta. É o coração aberto, ela ensina, que nos leva a honrar a natureza em cada ser, mínimo que seja.

O propósito maior é a reconexão com Gaia

Como tudo nesse plano, o vendaval que atravessamos também tem seu propósito. É sobre ele que Sweet Medicine Nation vem nos falar. Ouvi-la é um alento. Então, agora, se aquiete para escutá-la com os ouvidos do espírito.

“Certos remédios são amargos, mas imprescindíveis para a cura”, pondera a mestra. Segundo ela, nesses dias de caos, Gaia nos oferece uma oportunidade evolutiva difícil de tragar, é verdade. No entanto, como boa mãe, ela nos guia nesse processo de transformação global. “Vivemos no tempo sagrado. Não devemos sentir medo”, ela sustenta com firmeza. Ouviu bem? Não devemos sentir medo. 

Sweet Medicine Nation compara os desafios impostos pela pandemia do coronavírus a uma iniciação. Aquelas passagens, cultivadas em diversas tradições, que marcam o fim de uma era e o começo de outra. Por meio delas, sepultamos a velha identidade e renascemos com um novo entendimento de nós mesmos e do mundo. A provação, por fim, se converte em benção.

Nas culturas dos povos nativos, esses ritos costumam impor aos iniciandos isolamento e tarefas árduas, que exigem resiliência e fé. O corpo, a mente e o espírito são testados até o limiar entre a saúde e a doença, a confiança e o desconsolo, a sanidade e a loucura. Como não sucumbir? “Exercitando a entrega. É assim que honramos o momento presente e aprofundamos a relação com o nosso Ser”, ela propõe.

Hora de confiar nos processos da natureza

Mas será que Gaia não veio nos preparando todo esse tempo para a iniciação que resultará numa nova consciência planetária? 

Pois a líder espiritual não tem dúvidas. Nesse momento, ela vê a humanidade como a lagarta confinada no casulo. Não se sabe quanto tempo ela ficará ali, amadurecendo as etapas da sua metamorfose. Não é sábio apressá-la. Cada mínimo esforço de sua solitária luta é crucial para o que virá adiante. No devido tempo, ela surgirá como luminosa borboleta, cumprindo sua missão de alma. 

Se a provação é dura, o renascimento é grandioso, avisa Sweet Medicine Nation. Veja, por exemplo, a borboleta. A natureza é exata em suas proporções. E conhece perfeitamente o remédio de que seus filhos necessitam. Hoje o planeta padece. Amanhã, pela ordem divina, encontrará um novo e melhor equilíbrio. Confiemos. ▲

Inspiração

O que o YAM tem pra te dizer hoje?

Um oráculo. A seção Inspiracão propõe um jeito lúdico de revelar conhecimentos que estão presentes no nosso conteúdo. Foram selecionados pela nossa equipe e você vai descobrir aquele que tem a ver com você.

Surpreenda-se