O Que Suas Roupas Falam Sobre Meio Ambiente?

Precisamos entender o ciclo de vida das nossas roupas para ressignificar o que compramos. Assim, podemos fazer escolhas melhores e gerar menos impactos no meio ambiente
6 minutos de leitura
09.09.2020

A gente não precisa de muito tempo para concluir que já existem roupas no mundo suficientes para vestir toda a população. Aliás, precisamos lembrar que cada peça de roupa carrega uma história, da terra à loja. Pensar em uma moda consciente também passa por aí. E, se quisermos transformar nosso consumo, gerando menos impacto ambiental, é preciso entender o que há por trás dessas histórias – e qual é o ciclo de vida dessas peças.

Para começar a entender um pouco tudo isso, quero compartilhar com você alguns dados. Talvez não façam sentido por si só, mas vamos juntos e você vai entender:

O algodão orgânico

não usa agrotóxicos para não degradar o solo, a água e a vida dos trabalhadores que produzem essa matéria prima essencial para os tecidos.

Cerca de 9.900 litros de água

são economizados a cada tonelada de algodão substituída por algodão reciclado.

Cada camiseta

feita 50% poliéster de garrafa pet com 50% algodão orgânico retira de duas a cinco garrafas do meio ambiente.

O linho

quase não usa pesticidas em sua produção

Viscose

de baixo impacto possui políticas de responsabilidade ambiental, como o uso de madeira de reflorestamento e tratamento de efluentes

Quem compartilhou essas informações com o YAM foi o Instituto Ecotece, organização que atua na área de moda sustentável desde 2005, apoiando uma cadeia mais ética, limpa e inclusiva. A diretora do Instituto, Lia Spínola, explica que tecidos de fibras naturais, como o linho ou o algodão, podem durar mais, mas é por meio do conhecimento que podemos repensar o que compramos. “A obrigação legal das marcas é colocar em cada peça uma etiqueta de composição. Mas as marcas que caminham para um processo sustentável, demonstram quais são os diferenciais ecológicos dos seus produtos”.

flor de algodão crú

A transparência nos ajuda a fazer melhores escolhas

O que ela está dizendo é que a transparência da informação é a base que sustenta o poder de escolha. Ou seja, podemos fazer escolhas melhores a partir do momento em que sabemos mais sobre aquele produto.  Lia ressalta que, se não é possível identificar se um alimento é orgânico apenas olhando para ele, o mesmo vale para tentar rastrear um tecido só pelo toque ou pelo olhar: “Só podemos saber se uma viscose, por exemplo, foi produzida dentro de uma cadeia mais responsável se houver comunicação da marca sobre isso”. 

A viscose é um dos materiais mais utilizados para produzir peças no Brasil e no mundo. É um tecido feito de polpa de árvore e passa por diversos tratamentos químicos para chegar na peça final. Por isso, tão importante entender a cadeia de produção. Esses questionamentos, Lia reforça, precisam partir do consumidor,  porque assim há um movimento das marcas para trabalhar com fornecedores mais responsáveis e para trazer essas informações ao público. “Existem fabricantes que trabalham com áreas de reflorestamento controladas e processos de ciclo fechados de água e tratamento de todos os resíduos. Mas só é possível estabelecer esse diálogo se essas informações forem comunicadas”.

Os cinco Rs da moda

Se você quiser se comprometer com a sustentabilidade e com uma moda consciente, precisa trazer novos hábitos para seu dia a dia. Para ajudar mais pessoas nessa transformação, o Instituto Ecotece desenvolveu, em 2019, os 5R’s da moda – tema integrado ao projeto comunidade Ecofashion – como forma de educar e estimular um consumo mais consciente. Veja o que  essas cinco palavras podem nos ensinar:

1

REPENSAR

O que vestimos e o que queremos expressar, de que material nossas roupas foram feitas, de onde vieram, como cuidamos das nossas peças, a relação que mantemos com o nosso guarda-roupa.

2

REDUZIR

O consumo de novas peças através da reflexão sobre a relevância de uma nova compra.

3

REUTILIZAR

Propondo alternativas, seja através do upcycling ou uso de retalhos, para dar nova vida às roupas paradas no armário.

4

RECICLAR

Modos industriais e artesanais de reciclagem de tecidos que se formam através de retalhos ou garrafas pet e se transformam em uma nova matéria prima.

5

REPLICAR

Inspirar e comunicar para transformar, dividindo nossos hábitos e ideias com outras pessoas, para que elas também façam essas transformações. Aqui, a sustentabilidade é aplicada no dia a dia.

tecidos de fibras naturais, dobrados

Coloque novos hábitos em prática

Além dos 5 R’s propostos pela Ecotece, você também pode mudar novos comportamentos em busca de uma moda consciente. Vale marcar um encontro com o seu armário e propor uma conversa mais profunda. Experimentar as peças que estão paradas nos cabides e entender como cada uma dialoga com o seu momento de vida ou se elas ainda servem tanto no estilo como no corpo. Quem não passar na peneira e estiver em bom estado, pode entrar na roda de troca com amigos, familiares e até partir para um brechó para ganhar um novo destino. Assim, é possível evitar o destino de roupas que seriam incineradas ou descartadas em um aterro sanitário.

Soluções criativas nos ajudam a compor um olhar diferente para essa cadeia. Precisamos entender a moda não mais como uma fábrica de tendências. E, sim, como um espaço altamente relacionado à economia, política, cultura, sociologia e tantas outras coisas. Por isso, tão importante integrar o ato de vestir à faísca que queremos dissipar pelo mundo. Já parou para pensar que suas roupas carregam uma herança que vai desde a sua criação até o protagonismo de quem as fez?

Ressignificar a compra por impulso é o que nos coloca de frente com a durabilidade das nossas peças. Trocar de hábito e manter a mesma lógica não faz sentido. Ou seja, é preciso comprar menos e melhor. Daí, estudar uma nova compra por meio da história que aquela peça carrega e por quanto tempo ela pode existir é um caminho possível. O equilíbrio não está no sentimento de alívio do consumo, e sim, do impacto que ele pode gerar no mundo. Boas escolhas para você.

Leia também

Inspiração

O que o YAM tem pra te dizer hoje?

Um oráculo. A seção Inspiracão propõe um jeito lúdico de revelar conhecimentos que estão presentes no nosso conteúdo. Foram selecionados pela nossa equipe e você vai descobrir aquele que tem a ver com você.

Surpreenda-se