Ceia Circular: Resíduos que Nutrem a Natureza

É hora de aprender a fazer a compostagem das sobras da sua Ceia Vegana de Natal. Veja o passo a passo ensinado pela consultora em sustentabilidade, Aline Matulja
5 minutos de leitura
20.12.2019

Há muito desperdício no cotidiano. No Natal esse cenário piora. Consumimos mais e comemos além da conta. Por isso, é importante darmos o destino adequado aos alimentos que não foram aproveitados durante a preparação da ceia natalina. E a compostagem de alimentos nos ajuda nessa missão.

Na Feira na Rosenbaum, que aconteceu na Unibes Cultural, em São Paulo, mostramos como fazer uma Ceia Circular – aquela que devolve para a natureza os resíduos orgânicos, respeitando o ciclo da vida.

Primeiro, a chef vegana Nat Luglio, especializada em gastronomia natural e sustentabilidade, professora do curso YAM Veganismo: O Mundo é o Que Você Come, ensinou o preparo de três pratos veganos substitutos de receitas típicas: Lombo de Jaca Recheado com Farofa, Batatalhoada e Salada de Quinoa (Baixe essas e outras receitas aqui). 

Então, a engenheira e educadora ambiental Aline Matulja, professora do curso YAM Sustentabilidade: Ecologia Profunda na Prática, demonstrou o passo a passo da compostagem das sobras dos alimentos usados nas receitas.

Minhocário: A compostagem ideal para apartamentos

Claro que a ideia é aproveitar todas as partes dos alimentos para que não haja sobras. Mas, se isso acontecer, Aline indica a melhor forma de compostar alimentos para quem mora em apartamento: o minhocário.

“A compostagem de alimentos é uma oportunidade para as pessoas urbanas se reconectarem com os ciclos naturais. É uma forma de honrarmos o que a natureza generosamente nos deu”, defende Aline.

A especialista desconstrói qualquer preconceito relacionado a essa técnica. “O minhocário é um ecossistema simples e perfeito. Não libera odor e não atrai moscas”, explica. E lembra: escolha um local protegido da chuva e do sol excessivo.

Preparativos da Compostagem de Alimentos

Confira o detalhamento completo desse método doméstico no Curso YAM Sustentabilidade: Ecologia Profunda na Prática.

  1. Junte as sobras dos resíduos orgânicos num pote com tampa. Se você mora num local quente, é melhor guardá-lo na geladeira. Assim não será necessário compostar todos os dias
  2. Compre na internet ou peça para algum conhecido uma porção de minhocas californianas, as mais indicadas para a compostagem em apartamento. “Por comerem rapidamente, elas não deixam cheiro”, garante Aline.
  3. Providencie três baldes de 20 litros com tampas para confeccionar seu próprio minhocário. Você pode pedir esses recipientes nas padarias do seu bairro. Eles ficarão empilhados, portanto não ocuparão espaço no seu apartamento. Outra opção é comprar o minhocário pronto. 
  4. Faça uma abertura circular nas três tampas e pequenos furos no fundo de dois baldes para que as minhocas possam transitar. 
  5. Compre uma torneira para o terceiro balde, que coletará o chorume, ou melhor, “bálsamo para plantas”. E providencie um pedaço de voal para cobrir o balde de cima. Isso permite a ventilação e evita a entrada de mosquitos.

Passo a Passo da Compostagem 

  1. Coloque as minhocas, os resíduos orgânicos e, por cima, palha, folhas secas de quintal ou serragem pura, livre de produtos químicos. “A matéria seca é fundamental para evitar moscas e odor. Sem ela, a qualidade do adubo fica prejudicada”, reforça Aline.
  2. Quando o balde de cima chegar ao máximo da sua capacidade, ele vai para a posição do meio e o balde do meio sobe para o topo. Quando ele chegar ao máximo da sua capacidade, o adubo de baixo estará pronto.
  3. Para coletar o adubo pronto, coloque o balde no sol, pois, por serem fotofóbicas, as minhocas vão se esconder no fundo. Com uma pá de jardim, vá retirando superficialmente o adubo. 
  4. Deixe no recipiente cerca de três dedos de adubo com minhocas para que todo o processo possa recomeçar. 

O que pode e o que não pode entrar no minhocário

Pode: folhas verdes, legumes, cascas de frutas (exceto as cítricas), filtro e borra de café, casca de ovo.

Não pode: carnes, cascas de cebola, de abacaxi e de frutas cítricas.

Como aproveitar as cascas de frutas cítricas

Já que elas estão proibidas no minhocário, podem virar um excelente desinfetante natural. Confira o passo a passo:

  1. Coloque as cascas de frutas cítricas num recipiente de vidro e, então, cubra-as com álcool. “Assim acontecerá a extração alcoólica do limoneno, que é um desinfetante natural”, explica Aline.
  2. Deixe a mistura curtir por cerca de 10 dias.
  3. Dilua 1 parte do desinfetante em 3 partes de água para limpeza geral e 1 parte do desinfetante em 10 partes de água para limpezas mais delicadas.
  4. Depois que as cascas de frutas cítricas estiverem desidratadas elas podem ser colocadas no minhocário.

Inspiração

O que o YAM tem pra te dizer hoje?

Um oráculo. A seção Inspiracão propõe um jeito lúdico de revelar conhecimentos que estão presentes no nosso conteúdo. Foram selecionados pela nossa equipe e você vai descobrir aquele que tem a ver com você.

Surpreenda-se