Só a Cooperação Salvará o Planeta

Segundo o historiador Yuval Harari, a mudança climática é um fato inegável, mas reversível, se os países unirem forças em um espírito fraterno

6 minutos de leitura

O historiador israelense Yuval Noah Harari, 43 anos, professor na Universidade Hebraica de Jerusalém, se destacou nos últimos anos como um grande pensador do nosso tempo.

Pode parecer contraditório, mas, se ele alcançou esse lugar é porque, entre muitos motivos, dispensa o uso de smartphone. “Posso me dar ao luxo de me esquivar da enxurrada de mensagens e informações e ter tempo para pensar profundamente”, justifica.

O autor dos bestsellers Sapiens – Uma Breve História da Humanidade, Homo Deus – Uma Breve História do Amanhã e 21 Lições para o Século 21, todos editados pela Companhia das Letras, levou centenas de pessoas ao Memorial da América Latina, em São Paulo, onde partilhou suas percepções sobre os desafios que ameaçam o futuro próximo. Os três mais urgentes: a mudança climática, a inteligência artificial e as armas nucleares.

Compartilhamos as principais reflexões desse vegano, segundo ele, “não radical”, que está escrevendo um livro sobre a história da humanidade para crianças, “antes que elas sejam arrebanhadas pelo sistema”, confessa.

Incertezas no horizonte

Na visão de Harari, as pessoas perderam a fé nas democracias liberais e esse vácuo está sendo preenchido pelo ressurgimento de velhas narrativas, como o nacionalismo e o fascismo.

No entanto, essas fórmulas, há muito desgastadas, não têm nada a dizer sobre os principais desafios do século 21: a mudança climática, a inteligência artificial e as armas nucleares.

Por outro lado, pondera, as democracias liberais são os sistemas mais flexíveis que o homem já inventou. A vantagem disso, e a História comprova, é que as sociedades podem superar sucessivas crises e se reinventar de forma ainda mais poderosa. Mas, assim como uma crise pessoal, isso só é possível se admitimos os próprios erros e tentamos outros caminhos.

Só a cooperação global salvará o mundo

Yuval Harari alega que, se nós apenas nos preocupássemos com nossos amigos e familiares, seria muito difícil para a humanidade seguir em frente. Se pagamos impostos e, por meio deles, viabilizamos a saúde pública, por exemplo, é porque nos importamos com nossos semelhantes. 

O isolamento não nos ajudará a encontrar soluções para as questões planetárias”

Em termos globais, os países precisam praticar esse mesmo espírito fraterno, ou seja, reconhecer e acolher as diferenças culturais para que possam viver em harmonia. O isolamento não nos ajudará a encontrar soluções para as questões planetárias, enfatiza o israelense.


O homem hackeado pela máquina

Hoje, diferentemente de tudo o que já vivemos enquanto humanidade, os perigos vêm dos laboratórios e das corporações tecnológicas. “Somos animais que podem ser hackeados por sistemas externos. E o pior totalitarismo que já existiu pode advir dessa realidade”, alerta Harari.

Na próxima década, ele prevê, teremos clareza de como três pilares se entrelaçarão e afetarão nossas vidas: a ciência do cérebro, que compreenderá cada vez mais o que o homem sente e como se comporta; os bancos de dados, com informações detalhadas e personalizadas sobre cada indivíduo; e o poder computacional para processar esse mar de informações 24 horas por dia e passar a “compreender o ser humano melhor do que ele mesmo”.

Esse cenário pode soar bastante pessimista. Mas Yuval Harari tem esperança. Segundo ele, tudo dependerá de como vamos usar a tecnologia e das decisões que iremos tomar nos próximos anos, se contra ou a nosso favor.

Mercado de trabalho: aprenda a aprender

Aos jovens que estão se preparando para a vida profissional, Harari tem um conselho: “Não se limitem a uma habilidade específica”. Num mundo que vive mudanças aceleradas – e que seguirá nessa toada – mais vale aprender como aprender, ou seja, manter a mente aberta para continuar se desenvolvendo. 

Yuval Noah Harari falando no Encontro Anual do World Economic Forum, em Davos / Suíça, em 2018.
Foto extraída do World Economic Forum @Flickr, sob a licença CC BY-NC-SA 2.0

Os melhores investimentos que podemos fazer são em flexibilidade mental e inteligência emocional”

 “Os melhores investimentos que podemos fazer são em flexibilidade mental e inteligência emocional, para sermos capazes de lidar com as grandes mudanças que virão nas próximas décadas e nos reinventarmos seguidas vezes ao longo da vida”.


Há um inegável colapso ambiental

O planeta está em agonia e a direita populista insiste em negar essa realidade. Por quê? Harari tem uma hipótese: “Porque ela é isolacionista, quer o poder concentrado, e admitir a questão ambiental é admitir que sozinhos os países não vão resolver esse problema”. Para ele, somente a cooperação global e a responsabilização de cada Nação podem fazer algo a respeito.

Uma coisa é certa. Não adianta as autoridades continuarem negando o colapso ambiental. A natureza sabe gritar. “Furacões não obedecem presidentes”, ironiza.

Furacões não obedecem presidentes”

E o Brasil? “Precisa se unir aos esforços globais, não só por causa da Amazônia. Mas também porque é líder entre os países em desenvolvimento e precisa garantir que os acordos climáticos beneficiem a humanidade igualmente”.


O que podemos fazer pelo planeta?

Como bom vegano, Yuval Harari lista algumas mudanças de hábitos que certamente colaboram para a saúde do planeta. Aderir a uma dieta baseada em plantas, usar menos  carro e menos avião, votar em políticos comprometidos com o meio ambiente e nos organizar. “Cinquenta pessoas organizadas podem chegar mais longe do que milhares separadas”, encoraja.

Porém, ele acredita mesmo que o impacto decisivo virá da ação de governos e corporações. “Os problemas ambientais poderão ser resolvidos se os governos incentivarem financeiramente indústrias verdes e tecnologias sustentáveis e se os países se unirem para combater, juntos, a mudança climática”.

Para se aprofundar

Sapiens: Uma Breve História da Humanidade
2011

Homo Deus: Uma Breve História do Amanhã
2015

21 Lições para o século 21
2018

Inspiração

O que o YAM tem pra te dizer hoje?

Um oráculo. A seção Inspiracão propõe um jeito lúdico de revelar conhecimentos que estão presentes no nosso conteúdo. Foram selecionados pela nossa equipe e você vai descobrir aquele que tem a ver com você.

Surpreenda-se